terça-feira, 5 de janeiro de 2016

07:31:00
Levantamento ajuda mapear criadouros da Dengue no município
A Secretaria de Saúde e Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti (EMCAa), iniciou nesta terça,05, em Catanduva, o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), um mapeamento rápido dos índices de infestação, que é feito para Identificar os criadouros predominantes e a situação de infestação do município.
De acordo com os envolvidos, o objetivo da ação é visitar aproximadamente 12 imóveis para mapear o aparecimento dos eventuais criadouros do mosquito transmissor da dengue. “O município é dividido em grupos de 9 mil a 12 mil imóveis com características semelhantes. Em cada grupo, também chamado estrato, são pesquisados 450 imóveis”, explica o Coordenador do EMCAa Kenio Suliani da Costa.
O LIRAa é uma das ferramentas utilizadas para orientar as ações de controle da dengue, permitindo que sejam priorizadas as áreas onde há maior infestação do mosquito transmissor da doença.
Além de apontar as áreas da cidade com maior índice de infestação do mosquito da dengue, o levantamento também permite identificar os principais tipos de criadouros que eventualmente favorecem a proliferação do Aedes aegypti.
LIRAa
No último LIRAa desenvolvido em Catanduva, em outubro de 2015, o município ficou em situação de alerta, com 1,8%. Em janeiro passado estava com 6,9%, em março de 2015 com 6%, e em agosto atingiu 1%, condições satisfatórias.
Pelo levantamento, o Ministério da Saúde estabeleceu uma escala sobre o risco de infestação. Resultado inferior a 1%, as condições estarão satisfatórias. De 1% a 3,9% o município encontra-se em situação de alerta e superior a 4%, há risco de surto de dengue.
Patrícia Santos / Fique Por Dentro