domingo, 14 de fevereiro de 2016


Uma nova reunião deverá ser realizada para definir destino de pároco


A Diocese de Catanduva decidiu prorrogar a permanência de Padre Osvaldo de Oliveira Rosa à frente da igreja Imaculada Conceição e suas obras sociais.
Segundo nota oficial publicada no último sábado, 13, na página da Diocese, a prorrogação é provisória até determinação em contrário.
De acordo com informações, o pároco solicitou na última reunião ao Bispo Otacílio Luziano da Silva, para passar fazer parte da diocese de Catanduva em que esta há 14 anos, ao mesmo tempo, solicitando a sua diocese de origem ( São José do Rio Preto), a sua saída.

Caso a solicitação de Padre Osvaldo seja aceita, ele permanecerá na administração da Paróquia Imaculada Conceição e suas obras sociais, entretanto, o pároco terá que aceitar as normas administrativas impostas pela Diocese local.
Veja o trecho da nota da Diocese “ No intuito de continuarmos abertos ao diálogo com o Revmo. Sr. Padre Osvaldo de Oliveira Rosa, da Paróquia Imaculada Conceição, desta cidade, e analisarmos sua proposta  permanecer nesta Diocese de Catanduva, houvemos por bem prorrogar o prazo de sua permanência nas funções de Administrador Paroquial da referida Paróquia, até determinação em contrário”.

ENTENDA
A Diocese de Catanduva anunciou em  14 de janeiro, que iria nomear um novo pároco para administrar a paróquia Imaculada Conceição e Associação Pão Nosso. Segundo comunicado na época, após reunião em 22 de dezembro de 2015, com o atual pároco Osvaldo de Oliveira Rosa, ele teria optado naquele momento em deixar a paróquia, alegando não poder atender ‘imposições’ administrativas a ele apresentada.
Segundo Padre Osvaldo, dentre as imposições estava ele deixar de administrar suas obras sociais, o que considera inadmissível, prevendo o fim dos projetos quem construiu aos poucos e mantem a mais de uma década.
Durante a polêmica, a Diocese sofreu forte pressão por parte dos religiosos em favor da permanência do pároco, que possui seguidores até no estrangeiro.

Leia mais em: