sábado, 21 de maio de 2016


Morreu nesta última sexta-feira,20,em Barretos, a integrante da campanha de captação de recursos para o Hospital de Câncer de Catanduva, Júlia Tereza Coletti,44 anos.

Segundo a Fundação Padre Albino, a podóloga aposentada que emprestou seu sorriso e imagem para campanha, descobriu o câncer em 2008 e iniciou o tratamento em Barretos. “Convidada para participar da campanha do Hospital de Câncer de Catanduva ela aceitou de imediato, participando das gravações e sessões de foto e inclusive comparecendo ao lançamento no dia 25 de fevereiro, mesmo tendo chegado de Barretos horas antes”. Júlia deixa o marido Djalma Sbravatti e um único filho, Diego, 20 anos .
Nas redes sociais amigos, familiares e admiradores da sua luta prestou homenagem a integrante da importante campanha que segue caminho para conseguir concluir o HCC- Hospital de Câncer de Catanduva.

 “Júlia marcou muito nossa campanha pela alegria contagiante, desejo de viver, de passar para o próximo a esperança pela cura do câncer e, acima de tudo, por estar presente em todas as nossas solicitações, mesmo em alguns momentos em que ela havia passado por quimioterapia. Ela sempre estava disposta ajudar com um sorriso contagiante no rosto. Da Júlia fica a alegria e a esperança de diminuir o sofrimento de quem vai para outra cidade com a instalação do HCC”, destacou  Angélica Rodrigues da Costa, responsável pelo Setor de Captação de Recursos da Fundação.