domingo, 26 de junho de 2016


Dr. Guerino Solfa Neto era casado e deixou uma filha de oito anos


A Polícia Civil do Estado de São Paulo está em busca do responsável pelo assassinato do delegado Guerino Solfa Neto, 43 anos, morto durante a noite do último sábado, em São José do Rio Preto (SP).
Neto era responsável pela unidade de inteligência Policial do DEINTER 5 (de combate ao tráfico), em São José do Rio Preto, e também delegado interino nas delegacias de Pedranópolis e Fernandópolis.
Segundo apurado, no dia do crime o delegado foi rendido na rodovia Washington Luís, por volta das 19 horas, por dois indivíduos que teriam amarrado suas mãos e o matado com oito tiros, em seguida os suspeitos fugiram com o veículo dele (um Ranger Branca).

Segundo a Civil, o caso é investigado como latrocínio (roubo seguido de morte). O veículo foi localizado neste domingo, na Capital, pelos policiais do GOE. “Agradecemos a colaboração de todos e solicitamos que toda pessoa que souber de algo que possa ajudar na prisão desses criminosos colabore denunciando diretamente à Polícia ou o faça anonimamente (número de telefone 181)”.

Guerino Solfa Neto era casado e deixou uma filha de oito anos. Seu corpo foi sepultado no Cemitério da Paz, em Rio Preto.

HOMENAGEM
Em nota, a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo manifesta seu repudio pela morte prematura do delegado Guerino Solfa Neto e conclama todas as Delegacias de Polícia do Estado de São Paulo a *acionarem as sirenes das viaturas por cinco minutos, ao meio-dia do dia 27 de junho*.