sexta-feira, 14 de dezembro de 2018


Créditos: GoogleMaps.
A Prefeitura de Catanduva informou por meio de nota  nesta sexta-feira,14, que a partir de domingo, dia 16 de dezembro,não haverá transporte coletivo de passageiros no município devido o encerramento de contrato com a empresa Jundiá.


"Equipes da Prefeitura trabalham neste final de semana em busca de solução para que a população não fique desassistida a partir da próxima semana. Não há, contudo, qualquer garantia de que haverá transporte público na segunda-feira, dia 17", destacou em nota.

Ainda de acordo com nota da assessoria de comunicação, nas últimas semanas, a Prefeitura contatou mais de 40 empresas com intuito de firmar um contrato emergencial e, como última medida, buscou liminar na Justiça para garantir a manutenção do contrato atual. Entretanto, afirmam que não houve sucesso na empreitada.  "Os valores da passagem apresentados pelas interessadas seriam uma afronta à população e, por isso, não foram aceitos pela Prefeitura".

A nota informa que desde junho o poder executivo tentou abrir a licitação para contratação de uma nova empresa para fazer o transporte público. Mas afirmam que o pedido ficou 90 dias na Câmara sem votação – . "Acabou sendo rejeitado depois que os vereadores fizeram mudanças que inviabilizariam o projeto. Dentre elas, quiseram estabelecer contrato de apenas 5 anos, o que certamente elevaria o preço da passagem".

Motivo político! 

De acordo com nota, a falta do transporte tem relação com interferências políticas.

Segue na íntegra: 

O cenário de risco à população tornou-se iminente quando o vereador Enfermeiro Ari, presidente da Câmara, apresentou representação ao Tribunal de Contas contestando a concessão para contratação de nova empresa baseada em legislação de 1995. A ação de Ari foi julgada improcedente, mas acabou por causar o maior prejuízo da história para a população de Catanduva.

Ficou evidente em todo esse processo que houve graves interferências políticas que ferem os direitos da comunidade. Para adversários políticos, a possível falta de transporte desgastaria a atual administração, o que seria bem visto por eles. Essas atitudes, contudo, farão com que a Prefeitura redobre seus esforços para solucionar rapidamente a questão em favor de milhares de trabalhadores.

Informações: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Catanduva